ain Papo Model com Ana Carla Medeiros | Mini Cutxi

Papo Model com Ana Carla Medeiros

Nome: Ana Carla Medeiros de Medeiros.
Idade: 16 anos.
Você é natural de onde? Campina Grande – PB.
Você própria quem resolveu ser modelo ou tem a influencia de alguém?
Desde muito pequena eu queria seguir essa profissão. Não lembro ao certo quando foi que o meu sonho de ser modelo surgiu, mas nunca tive a influência de ninguém. Aos seis anos na minha formatura do ABC tinha um caderninho em que cada página tinha a foto de um aluno e um texto em que dizíamos o que queríamos ser quando crescer.  Lá eu dizia que queria ser modelo e na foto eu estava fazendo pose (rsrsrs). Também teve uma ocasião, quando eu tinha mais ou menos essa idade, em que uma moça do meu prédio perguntou a mim e a minha irmã o que queríamos ser futuramente e eu, como sempre, disse que queria ser modelo.  Já a minha irmã (com apenas cinco anos) disse que queria ser “uma vaca e uma bolacha”, bom, o meu sonho está se realizando, mas o da minha irmã é “meio” impossível né kkkk.
Com quantos anos começou sua carreia como modelo?
 Dos treze para os quatorze anos participei do curso de modelos da Agência Team (turma 2011), mas eu ainda era muito nova, baixinha para uma modelo (no início do curso tinha 1,63 cm de altura) e não tão magra quanto hoje em dia. Na época do curso eu ainda não me considerava uma modelo, pois diferente de muitas meninas da minha turma, eu ainda estava em fase de crescimento. Concluído o curso, havia crescido e emagrecido muito e aprendi a desfilar, a fotografar e a me portar como modelo, foi ai que eu me senti uma modelo de verdade e comecei a fazer trabalhos pela Team. Então podemos dizer que foi com quinze anos que realmente comecei a ser modelo.
Quando você iniciou seus ensaios fotográficos existia uma vergonha ou desde o inicio foi tudo tranquilo para você?
Como eu disse, fiz o curso de modelos, então depois do curso eu já havia aprendido como me comportar diante da câmera. Durante o curso também foi muito tranquilo, pois como ser modelo sempre foi o meu sonho, os ensaios fotográficos sempre foram um prazer pra e não uma obrigação. Mas é claro que além de gostar da profissão, prestar atenção nas aulas e treinar bastante em casa sempre foi de fundamental importância.
Making of 

É hora de relaxar! O que você gosta de fazer mais nesses momentos?
Pra relaxar eu adoro jogar vôlei, ler, assistir séries, ouvir música, treinar violão (ainda estou aprendendo), customizar minhas roupas, fazer bijuterias e andar de waveboard (é uma espécie de skate apenas com duas rodas).
Pratica ou já praticou algum esporte?
Quando pequena já fiz Judô, natação e balé. Hoje em dia pratico vôlei.
Falando em viagens, qual foi à viagem inesquecível que você realizou de férias?
Com certeza foi a viagem de quinze anos que fiz ano passado aos Estados Unidos por uma agência de turismos, muitos amigos meus foram e também pude conhecer gente nova. Foi incrível e bastante marcante.
Voltando a falar sobre trabalho, quando você vai conferir o resultado final de um ensaio, você é muito critica cosigo mesma? Ou não liga muito para essas coisas?
Sou crítica até demais. Sempre que vejo o resultado de um trabalho fico bem alegre, mas dai começo a analisar o que eu podia ter feito de melhor, ou acho que a minha expressão não estava legal em uma ou outra foto... Enfim, sempre acho que eu poderia ter me saído melhor e isso faz com que eu treine cada vez mais em casa.
O que você acha que uma garota deve ter, para começar a trabalhar como modelo? O que você diria a moças e rapazes que querem iniciar um trabalho como modelo?
Bom... Para começar a trabalhar mesmo como modelo é preciso que a pessoa se encaixe no perfil exigido pelo mercado, ou seja, esteja nas medidas adequadas e com o corpo em dia. Além disso, é necessário que o modelo esteja preparado psicologicamente e tenha noção de fotografia e passarela, pois não adianta ter o físico legal e na hora de uma sessão de fotos, por exemplo, não saber o que fazer. Por isso que o curso de modelos é tão importante, é nele que entendemos a profissão, aprendemos a nos portar como modelos e passamos a querer ainda mais realizar o nosso sonho, além de que é um ótimo incentivo pra quem precisa entrar nas medidas. Vale ressaltar que pra seguir essa profissão é preciso de muito carinho, persistência, paciência, dedicação, vocação, talento, autoestima, simpatia e responsabilidade.
Eu diria a eles que se é isso mesmo que querem, corram atrás do seu sonho com unhas e dentes. Com esforço e paciência vocês conseguem chegar lá. E mesmo que ninguém acredite em você, se você sabe que é capaz, busque. Jamais deixe que lhe digam que não é capaz, pois só quem conhece os nossos limites e capacidades somos nós e Deus, ninguém mais.
Uma frase ou uma palavra que você costuma sempre falar?
Existem duas palavras que eu falo muito, que é “arrasou” e a palavra “sonho”. Já a frase que eu costumo dizer sempre é “menina, que top”.
Escreva em poucas palavras quem é Ana Carla?
Uma menina sonhadora, alegre, simpática, sincera, desinibida, honesta, humilde, e ás vezes chatinha kkk.

E o Papo Model com a Ana Carla demorou mais esta no ar. ( problemas técnicos ). Adorei entrevistar a Ana. Simpática e mesmo com pouco tempo na profissão já tem muito o que contar. Ótimas dicas para quem esta iniciando como modelo se inspirar.
Obrigada Ana, pela entrevista, desejo-lhe sucesso!!!

 CONTATOS
-Agencia TEAM


Confira também a entrevista anterior com Jullie Marie!

Share this:

, ,

COMENTÁRIOS

1 comentários:

  1. Oi minha linda!
    Que post lindo...ha minha coterranea é lindahem?!
    Parabéns e sucesso!
    Um super beijo :)

    Blog:
    http://neidebraga04.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Será um prazer responder seu comentário!
Só não aceito comentários aqui,que possa denegrir
algo ou alguém!
Obrigada e volte sempre ;)
Beijos